Anjo Guerreiro Gabriel

nostres

Eu sou a Karina, mãe da Marina (de 3 anos) e do pequeno guerreiro Gabriel, que nasceu no dia 09/11/2012, com 37 semanas. Adiantou! A gestação foi ótima, trabalhei até o último minuto. Fui fazer um ultrassom que mostrou que a placenta estava secando. A orientação foi retirar o Gabriel imediatamente para não correr riscos.

O parto foi muito bem orientado. Fiz todos os exames de pré-natal, estava tudo em ordem. No parto veio a surpresa: Deus colocou em minha vida um pequeno príncipe especial. Gabriel nasceu com a trissomia simples do cromossomo 21 (Síndrome de Down) e teve icterícia, que demorou um pouco a ceder.

Ficamos um tempinho a mais no hospital. Mamou e fez meu leite descer ainda no hospital. Ficava cansadinho, mas não vi diferença entre ele e a Marina, porque ela era miúda também e não mamava nada, dormia de exaustão. Gabriel nasceu calminho, chorava muito pouco. Até quando colhiam sangue para os exames ele continuava calminho. Chorava, mas era só tirar a agulha que passava.

Ele também nasceu com Comunicação Interventricular (CIV) ou, popularmente dizendo, sopro no coração. Existem relatos que na Síndrome de Down 40% das crianças podem nascer com alguma cardiopatia, mas não é regra. Cada criança é única.

gabriel banho de solGabriel ficou super bem até os três meses, quando teve uma febre misteriosa, sem infecção, que hoje podemos afirmar que era de fundo central (sistema nervoso central). Mas até descobrirmos isto passamos por maus bocados. Ficou internado para que tentassem descobrir o motivo da febre. Em um hospital disseram que ele não tinha nada. Mas como não é nada? 30 dias de febre (38,5 ºC) com três meses de vida? Não consegui aceitar isso.

Resolvi levar para outro hospital. Ainda bem que levei, pois chegou lá com respiração fraca e precisou ir para UTI. Melhorou, ficamos uma semana, não descobriram nada. Fomos para casa. Passou mal em casa, levamos novamente para o mesmo hospital e aí começou a nossa luta. Diagnóstico errado! O cateter central para tomar os medicamentos infectou: “Stafilococo massa e klebsiela” (não sei se escreve assim, mas não importa).

Até esse momento a Síndrome de Down era um dado irrelevante, mas a falta de conhecimento dos médicos sobre a síndrome acarretou muitos equívocos e dúvidas. Precisei ser leoa, estudar tudo que davam para ele, perguntar para especialista, correr atrás, questionar o tempo todo o que estavam fazendo e o porquê de estarem fazendo. Muitas vezes tentaram colocar a culpa do quadro do Gabriel na síndrome, mas como fizemos vários exames quando nasceu, sabíamos o que ele não tinha e as tentativas de mascarar a infecção hospitalar foram frustradas.

Não permiti que usassem a síndrome como desculpa. Pedi comprovação de tudo com exames e, na maioria das vezes, os diagnósticos eram descartados. Gabriel saiu do hospital com um derrame e algumas sequelas que são, aparentemente, reversíveis.

Dia 27/12/2013 fez a cirurgia cardíaca para corrigir a CIV e já está outra criança. Comendo e dormindo melhor, desenvolvendo rápido. Através do Gabriel conheci muitas famílias que também receberam anjos em suas vidas. É um bebê carinhoso, sorridente, que mesmo com dor abria um sorriso. É amor demais que vejo nos olhinhos dele. eu e meus filhos

Estou tendo a oportunidade de exercitar, permanentemente, os sentimentos que mais contribuem para o equilíbrio do ser humano como a fé, o amor aos filhos e à família, a compreensão, a tolerância, a paciência, dedicação, persistência, alegria e a necessidade de proteger!

Gabriel é um anjo guerreiro que veio para minha vida com algum propósito, afinal nada acontece por acaso. Agradeço a Deus por ele existir em minha vida!!!!!

Karina Icasatti

Mãe da Marina (3 anos) e do Gabriel (SD, 1 ano e meio)

3 Responses to Anjo Guerreiro Gabriel

  1. Bruna Ariádina disse:

    Estou muito feliz, e também emocionada em ver o comentario da Karina e a foto do Gabriel, tive o prazer de conhecer essa criança MARAVILHOSA. Estava fazendo meu estagio em uma instituição ao qual ele ficou hospitalizado a cada dia era um aprendizado diferente com ele, um sorriso as vezes uma carinha animada, tudo que ele fazia de diferente para mim era uma conquista também. A vó ficava lá conosco na hora do banho, nós ajudava tambem troca roupa de cama, a da rémedio :-)
    Gabriel e um principe guerreiro.
    Fiquei muito feliz em ver a foto dele da Marina a sua, espero que esteje tudo bem.
    Felicidades sempre …
    Que o Senhor Jesus os abençoe e guarde!

  2. karina disse:

    Lucinéia, que bom que pude ajudar! Meu face é Karina Icasatti! Será um prazer conversar com você!

  3. LUCINÉIA RODRIGUES disse:

    FIQUEI MUITO FELIZ EM SABER QUE DEU TUDO CERTO PARA SEU BEBE E VC NÃO SABE O BEM QUE VC ME FEZ EM SABER QUE DEU TUDO CERTO NA CIRURGIA DE SEU FILHO EU TENHO UM NETINHO COM SINDROME DE DANW E ELE É NOSSA VIDA ELE SÓ TEM 6 MESES E ESTA PARA FAZER A CIRURGIA POR ESESS DIAS A AFLIÇÃO É MUITA POIS TEMOS QUE IR ATÉ CURITIBA PARA FAZER ESSA CIRURGIA E ESSES DIAS QUE VÃO PASSANDO VAI FICANDO MAIS DIFICIL E ESSE SEU DEPOIMENTO ME DEU MAIS FÉ E FORÇA PARA CRER QUE TUDO DARÁ CERTO OBRIGADA PELO SEU DEPOIMENTO ME ADICIONA NO FACCE POR FAVOR PARA QUE A GENTE POSSA CONVERSAR MAIS DEUS TE ABENÇOE BJSSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>