Category Archives: Depoimentos

Laura, vitoriosa e triunfadora


2014-09-11 06.16.57

 

No sábado de 19 de maio de 2012 ela veio ao mundo. Tão esperada! Laura chegou às 9h15 de uma manhã mágica.

O nascimento foi complicado. Laura nasceu com circular de cordão, falta de oxigênio, baixa glicose e com duas cardiopatias (CIA e CIV), que fecharam com o tempo sem a necessidade de cirurgia.

Não descobrimos na gestação que ela tinha síndrome de Down (SD). Quando nasceu fomos massacrados com a notícia, afinal “que coisa horrível um bebê com SD”, era o que pensávamos. Fui impedida de postar suas fotos nas redes sociais, era constantemente vigiada ao postar depoimentos aos amigos e essa lembrança até hoje me magoa muito. Como doeu.

Fui acusada de ser a culpada por ter aquele bebê com SD, que era velha demais (aos 31 anos), que tinha escondido de todos e que não tinha o direito de ocultar essa informação.

No dia seguinte era meu aniversário. Ninguém se importou com o fato de o meu bebê ter ficado internado, com risco de vida, nenhum apoio. Ninguém. Eu queria morrer, mas tinha um bebê que dependia de mim e, afinal, a vida continuaria. Só porque não estou em Paris não posso deixar de aproveitar a Holanda (referência ao texto “Bem-vindo à Holanda”, de Emily Perl Kinsley).

Onde esta a deficiência?

Matheus_Rocha

Para explicar um dos dias mais difíceis de minha vida, tenho que retroceder um pouco. Na adolescência tive um diagnóstico de ovário policístico sem muitas explicações, já que minha queixa era apenas o aumento de peso.
 
Quando casei, aos 24 anos, nos exames rotineiros soube que talvez tivesse dificuldade para engravidar. Aos 27 anos achei que era hora de pensar em tratamento, porque, embora fizéssemos tentativas, nada acontecia.

Procuramos um especialista e começamos um tratamento que durou quase dois anos, com muito controle de temperatura, ecografias, medicação. Neste tempo, o médico virou um amigo. Quando nos deu a notícia da primeira gravidez, estava quase tão feliz quanto nós.
 
Com 29 anos tive minha primeira filha, a qual, ao completar um ano não quis mais mamar no peito (sim, ela ainda mamava no peito!). Resolvi voltar ao especialista para questionar se deveria retomar o tratamento, uma vez que já estava com 30 anos (como o tempo passa rápido!).

Anjo Guerreiro Gabriel

nostres

Eu sou a Karina, mãe da Marina (de 3 anos) e do pequeno guerreiro Gabriel, que nasceu no dia 09/11/2012, com 37 semanas. Adiantou! A gestação foi ótima, trabalhei até o último minuto. Fui fazer um ultrassom que mostrou que a placenta estava secando. A orientação foi retirar o Gabriel imediatamente para não correr riscos.